PRODUTOR RURAL: Conheça os processos que serão julgados pelo STF em 2022 e que podem te afetar diretamente

O Supremo Tribunal Federal (STF) vai julgar temas importantes que podem transformar a dinâmica no AGRO de 2022 em diante. Algumas pautas já possuem data e outras ainda serão definidas. Veja algumas delas!

PAUTAS TRIBUTÁRIAS 

  • ADI’s 6.040 e 6.055 

Este processo questiona o artigo 22, da Lei 13.043/2014, que autoriza o Poder Executivo a reduzir os percentuais de apuração do crédito do REINTEGRA (Regime especial de reintegração de valores tributários para empresas exportadoras). 

Agendada para o dia 17 de março

  • RE 611.601/RS – TEMA 281 

Determina se a contribuição para a seguridade social ficará a cargo das agroindústrias sobre a receita bruta prevista na Lei nº 10.256/2001. 

Agendada para o dia 5 de maio

  • RE 816.830/SC – TEMA 801 

Julga a constitucionalidade da incidência da contribuição ao SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) sobre a receita bruta do produtor rural pessoa física. 

Agendada para o dia 5 de maio

  • ADI 4.395/DF 

Define a constitucionalidade da exigência do recolhimento da contribuição previdenciária pelo empregador rural pessoa física, incidente sobre a receita bruta proveniente do resultado da comercialização de seus produtos (FUNRURAL).

Este julgamento foi iniciado em maio de 2020 e prevalece o voto do relator Ministro Gilmar Mendes pela constitucionalidade do FUNRURAL sub-rogação. Agora o Ministro Dias Toffoli deve votar após ter pedido vistas.

Agendada para o dia 5 de maio

  • RE 928.943/SP – TEMA 914 

Julga a constitucionalidade da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (CIDE), sobre remessas feitas ao exterior, instituída pela Lei 10.168/2000.

Agendada para o dia 18 de maio

  • ADI 5.553  

Discute a constitucionalidade de cláusulas do Convênio ICMS 100/1997 e da Tabela do IPI, que autorizam, respectivamente, a redução da base de cálculo do ICMS e concedem isenção total de IPI para diversos agrotóxicos. 

O julgamento foi suspenso em novembro de 2020, após o voto do Ministro Edson Fachin (relator) pela inconstitucionalidade dos benefícios.

Ainda não há data de inclusão na pauta

PAUTAS FUNDIÁRIAS

  • RE 1.017.365/SC – TEMA 1031 

Discute a demarcação das terras indígenas e a aplicação do marco temporal. 

O julgamento foi suspenso em setembro de 2021 após pedido de vista do Ministro Alexandre de Moraes. O placar está empatado. 

Agendadas para o dia 23 de junho

  • ADPF 342

Debate a incompatibilidade constitucional da limitação da aquisição de terras por ADPF empresas nacionais de capital estrangeiro pelo artigo 1º da Lei 5.709/1971. 

Ainda não há data de inclusão na pauta

  • ADI 5.771 e ADI 5.787

Abrangem a constitucionalidade da Lei nº 13.465/2017 (antiga MP 756/2016), que trata sobre a regularização fundiária rural e urbana e na Amazônia Legal, sobre a liquidação de créditos concedidos aos assentados da reforma agrária e cria mecanismos de alienação de imóveis da União. 

Ainda não há data de inclusão na pauta

  • ADI 3.526

Trata da constitucionalidade de dispositivos da Lei de Biossegurança (Lei 11.105/2005), que outorgou à Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) a competência para deliberar sobre a segurança dos organismos geneticamente modificados (transgênicos). 

O julgamento foi suspenso em setembro de 2021 após pedido de vista do Ministro Gilmar Mendes. Proferido o voto do Ministro Nunes Marques (relator) contra a ADI e o voto divergente do Ministro Edson Fachin pela inconstitucionalidade dos dispositivos.

Ainda não há data de inclusão na pauta

  • ADPF 656 e ADPF 658

Questionam dispositivos da Portaria nº 43/2020 do MAPA, que autoriza liberação tácita de agrotóxicos, independentemente da conclusão de estudos técnicos relacionados aos efeitos nocivos ao meio ambiente e à saúde.

Ainda não há data de inclusão na pauta

  • ADPF 910

Aborda a constitucionalidade de dispositivos do Decreto n° 10.833/2021, que flexibilizam as normas para liberação e/ou reclassificação de agrotóxicos. 

Ainda não há data de inclusão na pauta

  • ADI 6.955 

Questiona a Lei nº 15.671/2021 do estado do Rio Grande do Sul, que autoriza a importação e a comercialização de agrotóxicos e biocidas sem a comprovação da autorização do uso no país de origem. 

Ainda não há data de inclusão na pauta

  • ADPF 923 

Define a constitucionalidade das Portarias nº 989/2021 e 394/2021 do MAPA, que ampliaram o período de semeadura da soja. 

Ainda não há data de inclusão na pauta

  • ADC 50 

Requer declaração de constitucionalidade de dispositivo do novo Código Florestal (Lei 12.651/2012) que dispensa proprietários de imóveis rurais, que suprimiram vegetação nativa respeitando os percentuais de reserva legal previstos pela legislação em vigor à época, de promover recomposição, compensação ou regeneração para os percentuais da nova lei. 

Ainda não há data de inclusão na pauta

Se tiver alguma dúvida, entre em contato com um de nossos especialistas.